Prática física ideal: uma meta desafiadora

Por Dr. Fernando Vella

O fato de a atividade física ser importante para a saúde é de conhecimento geral, mas ainda assim uma porcentagem grande da população não pratica qualquer exercício. E mesmo os que praticam raramente o fazem na frequência ideal.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) apresenta em artigo (http://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/physical-activity) como deveria ser essa prática. Eles recomendam ao menos 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana, algo como 5 treinos de 30 minutos, mas já avisam que para a prática gerar maiores benefícios são necessários 300 minutos por semana de atividade aeróbica moderada, por exemplo 6 treinos de 50 minutos. Ainda orientam no mínimo 2 treinos de fortalecimento muscular por semana.

Acho que está claro que a OMS gostaria que nos exercitássemos diariamente. Se por um lado isso pode parecer muito difícil de ser encaixado na nossa já apertada rotina, por outro faz muito pouco sentido não priorizar nossa saúde. E qualquer um que já manteve uma prática física regular rapidamente notou melhora de uma série de indicadores, como disposição, sono, digestão, dores articulares, entre outros.

Depois de terminar a faculdade de medicina, sempre mantive alguma prática, mas achava que com a vida corrida praticar 3 vezes por semana era mais do que suficiente. No último ano, estimulado por uma lesão discal em coluna lombar, aceitei que deveria treinar diariamente e hoje afirmo com toda certeza que os benefícios são muito maiores, tanto que nem consigo imaginar ficar um dia sem atividade física.

A prática física regular, mesmo que não seja diária, traz enormes benefícios, mas espero que todos percebam a importância de incluí-la na rotina diária.

runners-high.jpg